Gentileza

Mural pintados sobre pilastra de concreto do Viaduto do Caju, Rio de Janeiro, pelo Profeta Gentileza.
Mural pintado sobre pilastra de concreto do Viaduto do Caju, Rio de Janeiro, pelo Profeta Gentileza.

Você, que é uma pessoa esperta, sabe tão bem quanto eu que não devemos deixar que as atitudes alheias interfiram negativamente em nosso humor. Imagine a tranquilidade que será a vida se assumirmos a responsabilidade por nossas próprias emoções a tal ponto, que os outros não consigam nos aborrecer, irritar ou entristecer? Fantástico, não? O problema é a distância entre saber e conseguir colocar isso em prática.

É até fácil ignorar as tentativas dos representantes do inferno de Sartre de nos tirar do eixo quando está tudo maravilhoso. Mas quando já estamos fragilizados por outras circunstâncias, sem querer baixamos a guarda e ficamos mais vulneráveis. De repente você não dormiu bem, acordou atrasado, seu cabelo está rebelde, o trânsito está mais caótico que o normal. Está pronto o cenário para que uma grosseria qualquer arruíne de vez o seu dia, se você não tiver a serenidade de um monge zen-budista.

Naturalmente, não é só com você que isso acontece. E pode ser que uma indelicadeza sua estrague o dia de alguém. Por isso, trate as pessoas com gentileza.

Seja gentil no trânsito. Não siga pelo acostamento quando todo mundo está parado na rodovia. Não seja o dono da mão nervosa que buzina por qualquer motivo. Não pare o carro em fila dupla porque é “bem rapidinho”. Não estacione em vagas exclusivas para idosos ou deficientes se você não se enquadrar em nenhuma das situações. Não seja esse cara que pensa que o carro dele é um ônibus:

carro
Foto que fiz da minha janela.

Seja gentil no trabalho. Cumprimente as pessoas, deseje bom dia e se despeça. Inclusive o porteiro e a faxineira. Peça “por favor”, diga “licença” e agradeça. Não custa.

Seja gentil em casa. É comum as pessoas usarem a intimidade como desculpa para a falta de cortesia. Seja legal com quem você ama! Use as “palavrinhas mágicas” que aprendemos quando crianças, agradeça pela louça lavada, ofereça auxílio.

Se alguém tratar você de forma rude, respire, relaxe, medite, ignore. Não perpetue um ciclo de ignorância. E quando for tratado de maneira amável, passe o bem adiante!

Seja gentil. Talvez seu gesto seja a melhor coisa no dia de alguém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s