Walt Disney World parque a parque – Hollywood Studios

IMG_0092
O chapéu de feiticeiro do Mickey, inspirado no filme clássico Fantasia, da década de 1940, é o símbolo do Hollywood Studios desde 2001, quando foi colocado no parque para comemorar o centenário de Walt Disney. Porém, os administradores do parque informaram que ele será retirado em 2015. Ainda não sabemos pelo que ele será substituído.

O segundo parque que visitamos em nossa viagem a Orlando, e o meu preferido entre os da Disney, foi o Disney’s Hollywood Studios (antigo MGM). Inaugurado em 1º de maio de 1989, ele é o menor dos quatro parques do Disney World na Flórida, e prova que tamanho não é documento!

DCIM100GOPROGOPR0036.

IMG_0088 IMG_0097

Dedicado ao cinema, o parque é dividido em seis áreas: a Hollywood Boulevard é como se fosse a Main Street do Hollywood Studios, uma rua ambientada nos anos 50 que começa na entrada do parque, e vai até a praça com o grande chapéu de feiticeiro do Mickey, que é hoje o símbolo do parque (mas será removido em 2015); a Echo Lake, uma área em torno de um pequeno lago,com um dinossauro dentro; a Streets of America, com fachadas que lembram as cidades de Nova Iorque e San Francisco; a Animation Courtyard, que abriga algumas atrações baseadas nos filmes animados da Disney; a Pixar Place, dedicada aos filmes e personagens criados pela Pixar Animation Studios; e a Sunset Boulevard, inspirada na rua homônima que atravessa as cidades de Los Angeles e Beverly Hills, na Califórnia.

Veja as atrações que conhecemos nesse parque e o que achamos delas:

– Rock ‘n’ Roller Coaster Starring Aerosmith: a montanha-russa do Aerosmith é uma das atrações mais divertidas do parque.

IMG_0137

Em frente à atração, somos saudados por uma guitarra vermelha gigante (uma Fender Stratocaster). Depois da fila, adentramos o edifício que reproduz os escritórios e estúdios de gravação da gravadora G-Force Records. Numa sala com vista para o estúdio de gravação, vemos os membros do Aerosmith terminando uma sessão de gravação. A empresária da banda, interpretada por Illeana Douglas, informa que eles estão atrasados para um show. Steven Tyler lamenta ser forçado a deixar os fãs e consegue ingressos para o backstage. A empresária pede uma limousine super longa para irmos ao “Forum” (famosa casa de shows de Los Angeles). Saindo do estúdio de gravação, passamos por um beco até embarcar na “limousine”.

DCIM100GOPROGOPR0044.

A limo para na entrada de um túnel, onde aguardamos uma contagem regressiva. O carro é lançado para dentro do túnel enquanto ouvimos canções da banda diretamente de alto-falantes instalados no carrinho, que acelera de 0 a 92 km/h em 2,8 segundos. A montanha-russa passa por três inversões, num percurso que pretende simular as freeways de Los Angeles. A atração termina quando a limousine chega aos bastidores do show do Aerosmith, deixando-nos num tapete vermelho. Imperdível!

Screen Shot 2014-11-04 at 9.58.56 PM
Nossa primeira vez na Rocn’n’Roller Coaster.
Screen Shot 2014-11-04 at 10.00.33 PM
Nossa segunda vez na Rock’n’Roller Coaster. O rapaz atrás de mim mandando um cumprimento vulcano.
Screen Shot 2014-11-04 at 10.00.57 PM
Nossa terceira vez na Rock’n’Roller Coaster. Já deu pra soltar os braços. O rapaz atrás do André parece entediado.

– The Twilight Zone Tower of Terror: a Torre do Terror é outra atração absolutamente imperdível do parque. Inaugurada em 1994, a atração já foi aperfeiçoada diversas vezes.

IMG_0049
A torre vista de fora. Dá para ver quando as janelas se abrem e as pessoas lá dentro gritam antes de o elevador despencar!
DCIM100GOPROGOPR0029.
A decoração no interior da Torre é incrível.

Ao entrar no prédio do antigo hotel, perfeitamente ambientado, somos conduzidos à sala da biblioteca, onde assistimos a uma apresentação de Rod Serling (criador e narrador da série “The Twilight Zone”), descrevendo os eventos ocorridos no local, onde um fenômeno sobrenatural provocou o desaparecimento de cinco hóspedes no Halloween de 1939.

DCIM100GOPROGOPR0038.
Hall de entrada
DCIM100GOPROGOPR0032.
Hall de entrada

Em seguida, caminhamos até a sala de manutenção do elevador, que continua em operação. Já dentro dele, recebemos as instruções do funcionário do hotel, que informa, em tom irônico e sombrio: “se precisarem de algo, não hesitem em gritar”.

IMG_0050
Os funcionários perfeitamente caracterizados.

O elevador nos conduz pelos corredores do prédio, onde vários efeitos especiais tornam a jornada incrível. Finalmente, o elevador sobe ao topo do edifício, no 13º andar, abre as janelas, possibilitando que vejamos de que altura despencaremos a seguir… Essa é só a primeira queda, pois o elevador volta a subir, abrir as janelas e despenca novamente! Em 1999, a atração passou por uma renovação e, desde então,  a queda é programada de modo aleatório pelo computador. Assim, cada experiência é única, pois nunca se sabe em qual andar o elevador vai parar. Sensacional!

Screen Shot 2014-11-04 at 9.59.35 PM
A moça empolgada de regata vermelha e braços para o ar sou eu.

– Star Tours: junto com as duas atrações anteriores, esse simulador do filme Star Wars, criado com a ajuda do diretor George Lucas, forma a tríade das atrações mais imperdíveis do parque. Depois de passar pelos robôs “C3PO” e “R2D2” e por um vilarejo Ewok, entramos na nave que será conduzida pelo atrapalhado robô humanoide RX-24. Muito divertida!

IMG_0071

IMG_0072

– Fantasmic! Como o Hollywood Studios é um parque pequeno, muita gente vai embora cedo, e acaba não vendo o espetáculo Fantasmic. Não faça isso! Esse é o mais diferente dos shows da Disney, misturando projeções em cortinas d’água, personagens, luzes, cenários, fogos… É indescritível e mágico! Infelizmente nesse dia acabou a minha bateria então não consegui fotografar. De qualquer maneira, não creio que alguma foto faça jus ao que você verá lá!

IMG_0102

– Toy Story Mania! Atração nova e muito bem feita, desde a fila interativa. Cada carrinho comporta até 8 pessoas, e cada uma recebe óculos 3D e deve usar a pistola a sua frente para acertar alvos e acumular pontos. Embora seja mais infantil, é divertida e vale a pena, mas o FastPass+ é fundamental, pois as filas são gigantescas.

IMG_0111
Pela área do Toy Story, circulam esses simpáticos e hilários soldados de plástico.

– Lights, Motors, Action!® Extreme Stunt Show: esse espetáculo superou minhas expectativas. Vários carros, motocicletas  e jet-skis fazem acrobacias incríveis diante dos nossos olhos. A área comporta até 5.ooo pessoas para assistirem o show, que simula a gravação de um filme de ação. Imperdível!

– Muppet*Vision 3-D: o filme é antiguinho e os efeitos estão bem desatualizados. Só veja se sobrar tempo, afinal, é um clássico.

– Walt Disney: One Man’s Dream: essa atração mostra como Disney desenvolveu sua obra. Conta com réplicas, projetos e até mesmo a reprodução do escritório de Walt Disney. Legal para quem é fã.

IMG_0065
Disney e eu – o encontro de dois visionários.

Fomos ainda a algumas atrações mais sem graça que nem merecem ser mencionadas. Perdi outras às quais queria muito ter ido – fica para a próxima: o musical da Bela e a Fera, o show com as aventuras de Indiana Jones e The Great Movie Ride, uma grande tela que relembra os melhores filmes já produzidos. Para ver a Bela e a Fera eu teria que abrir mão de um FastPass+, o Indiana Jones foi no mesmo horário que oLights, Motors, Action!® e a Great Movie Ride já estava fechada quando chegamos a ela. Uma pena.

IMG_0130
O parque já estava fechando e eu achava que nada mais de mágico iria acontecer naquele dia. Mas então o donut gigante com cobertura de chocolate aconteceu. ❤

Amamos esse parque e certamente voltaremos um dia!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s